CredRisk Seguros

Sua empresa opera com margens apertadas?

Sua empresa opera com margens apertadas?

Se a sua empresa opera com margens apertadas demais ou até mesmo não apresenta lucros em determinados períodos do ano, é muito importante se precaver e investir em estratégias de proteção ao crédito.

Afinal, em tempos de crise, realmente podem haver operações de menor rentabilidade para o negócio, mas que ainda valem a pena mantê-las por questões estratégicas.

Sendo assim, preparamos este post com dicas imbatíveis sobre como garantir mais segurança à sua saúde financeira nesses casos.

Confira e boa leitura!



Por que sua empresa opera com margens apertadas?

O primeiro ponto a ser destacado aqui é de tentar entender os motivos para margens de lucros tão apertadas em seu negócio.

E como bem destacamos, em alguns casos, isso pode inclusive ocorrer por questões estratégicas, como a venda de produtos ou serviços essenciais que nem são tão rentáveis para o negócio, mas que atraem público e podem gerar oportunidades melhores futuras.

Porém, é preciso considerar outros fatores um pouco mais preocupantes também, como crises econômicas, retração das vendas, perda de mercado, aumento de custos, inadimplência, entre outros, que também podem acarretar na redução da lucratividade.

Logo, sabendo devidamente as causas para as margens apertadas em sua empresa, cabe ao gestor tomar as decisões mais adequadas para isso.



E se ainda valer a pena operar com margens apertadas?

Aqui, chegamos ao ponto crucial deste tema: afinal, se valer a pena continuar operando com margens apertadas, como se precaver de riscos financeiros?

De fato, muitos negócios precisam manter suas operações em dia, ainda que o retorno seja baixo ou mesmo não seja muito satisfatório para o negócio.

E, como bem sabido, inevitavelmente isso gera riscos iminentes, o que pode trazer prejuízos e problemas à saúde financeira da companhia a qualquer momento.

Para isso, as alternativas podem ser:

  • Tentar reduzir custos, mas sem comprometer a qualidade;
  • Aumentar os preços finais, mas sem perder para a concorrência;
  • Investir em soluções de proteção ao crédito.

 


Seguro de Crédito: uma alternativa estratégica

Vistas as alternativas acima, fica claro que investir em soluções de proteção financeira é a saída mais viável e inteligente para empresas que operam com margens apertadas e que precisam manter suas operações em dia.

E o Seguro de Crédito surge como a melhor estratégia para esses casos, já que permite à sua empresa se manter competitiva e, ao mesmo tempo, proteger seu crédito no mercado.

Na prática, esse tipo de apólice garante o recebimento de todas as suas vendas a prazo em caso de inadimplência de clientes. Ou seja, o seguro vai permitir que você conceda mais crédito ao consumidor, mantenha suas vendas em dia e não corra riscos com suas margens apertadas.

Em resumo, essas são algumas dicas essenciais para empresas que operam com margens de lucro mais reduzidas, mas que compensam manter as operações na ativa por motivos estratégicos. E como bem destacado, há meios inteligentes para garantir a proteção de sua saúde financeira nesses casos.

E se você quer saber mais sobre o Seguro de Crédito e como proteger o seu negócio contra riscos financeiros, não deixe de conversar com um especialista da CredRisk, uma empresa do grupo MDS.

 

Sobre a MDS 
MDS é um grupo multinacional de corretagem de seguro e resseguro, consultoria de riscos e gestão de benefícios. É líder de mercado em Portugal, está entre os maiores no Brasil e presente também em Angola, Moçambique e Espanha. Mundialmente, a companhia opera por meio da Brokerslink – empresa fundada pelo grupo e que gere uma rede de brokers presente em mais de 120 países, totalizando cerca de 25.000 profissionais de seguros. Em resseguro, a organização atua no Brasil, em Portugal e na África com a marca MDS RE. A RCG - Risk Consulting Group é a empresa referência em análise de riscos, controle de perdas, plano de continuidade de negócios e Enterprise Risk Management. Por meio da HighDome, uma Protected Cell Company (PCC), o grupo oferece soluções alternativas de transferência de riscos ao mercado tradicional de seguros. Por fim, enquanto as recentes aquisições de Process, Tovese e CredRisk reforçam a expertise da empresa no setor de P&C e Garantias, a aquisição total da 838 Soluções e a compra da Ben’s e da QH Consult reiteram o domínio no segmento de Benefícios Corporativos, Gestão Automatizada de Benefícios, Benefícios Flexíveis e Educação. Para mais informações, acesse: https://www.mdsgroup.com.

Deixe um comentário: